quinta-feira, 28 de julho de 2011

Adjetivos


 

Por Michel Farias


 Genial, fantástico, emocionante, frustrante, deprimente, apaixonante.. hoje começo a minha prosa com esses poucos adjetivos próprios de um jogo inesquecível nessa última quarta feira(27) entre Flamengo e Santos. Um dos melhores jogos que já vi, sem dúvida o melhor do ano. Um Neymar jogando como nunca, fazendo gols, dando passes, driblando quase meio time e ajudando o santos a fazer 3 a 0 com menos de 26 minutos do primeiro tempo, mais um adjetivo para a lista, brilhante. Foi assim o time do Santos, mas o camisa dez da Gávea resolveu jogar, e logo na casa do Rei, 3 a 1, 3 a 2 e 3 a 3, ufa, isso tudo no primeiro tempo que ainda teve um penalti perdido por Elano, ele mesmo que já tinha perdido na Copa América.

Começa o segundo tempo com a esperança que a partida continue com o mesmo ritmo,só louco para imaginar uma proeza dessa e logo com cinco minutos, Neymar mais uma vez coloca o peixe na frente, nem os mais otimistas dos flamenguistas esperavam uma vitória agora, logo agora quando a reação tinha acontecido, mas o dentuço resolveu jogar ainda mais, ofuscando o brilho do garoto travesso, será possível? foi possível, 4 a 4 e 5 a 4 Flamengo, nem Pelé acreditou, o Flamengo se reiventou e se reergueu no palco apropriado, no mesmo que um dia o Rei foi e ainda continua sendo o melhor do mundo.

Independente do resultado, o melhor que se viu foi um jogo para nunca mais esquecer, uma partida que ficará na memória de cada um, mostrando que o futebol brasileiro pode se reinventar e pensando mais a frente ainda ser o melhor do mundo. Flamengo, Santos, Neymar e Ronaldinho não importa, quem ganha é o futebol.

3 comentários:

Cleber Soares disse...

Michel,

Épico, sensacional, espetácular.....

De o adjetivo que quiser, e mesmo assim não vai conseguir definir por completo oque foi esse Santos 4 x 5 Flamengo.

Dois meio campo forte, habilidoso. Dois ataques muito bons(mesmo com a irregularidade de Deivid), uma zaga irregular e outra horrorosa, dois micos incríveis, Helano errando mais um penalt e Deivid perdendo um gol debaixo da trave, dois gênios: Neymar, chato, arrogante, atrevido, boca dura, as vezes maldoso e insuportavelmente inmarcável. Ronaldinho Gáucho, clássico, habilidoso, experiente, decisivo e insuportavelmente malandro. Com tudo isso, como não ter um jogo inolvidável.

O melhor jogo do ano até agora, uma virada histórica, épica. Hoje deu gosto de ser brasileiro, e no meu caso, orgulho de ser rubro negro. Mas todos que gostam de futebol com certeza voltou a ter um pouquinho mais de fé no nosso futebol.

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersaores.blogspot.com

Giovani Mattiollo disse...

Michel, foi um jogo histório, emocionante e louco, hehe. Muitos gols e também muitas chances de gol. Esse é realmente o futebol que queremos ver, o futerbol ofensivo. Mas essas zagas em, que várzea! hehehe


Abraço

|||SANGUE AZUL - IMORTAL TRICOLOR |||
------------------------------------
---> Bola pra cima Grêmio
---> Grêmio perde muitos gols e dá novo vexame no Olímpico
---> Miss Brasil 2011 é Gremista!

Gabriel Campi disse...

Michel, este jogo com certeza será lembrado daqui a muitos anos, pois ficará marcado na história do futebol nacional. Posso dizer que foi um dos melhores jogos que eu já vi em minha vida.

Abraços!

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com